Casa Sol da Terra

FICHA TÉCNICA PROJETO

Arquitetos projeto: Flávio Duarte e Bruno Azevedo
Técnica construtiva: Paredes de Terra Ensacada em sacos de polipropileno (terra escada estabilizada) rebocadas e pintadas com terra.
Local: Parnaíba – Piauí
Data Projeto: Abril a Setembro 2015
Área construída total: 237,05 m2
Terreno: 10x 50m, 500 m2

Coberturas: Telhados com estruturas de madeira de marmelo para teto vivo, e demias cobertura com palha de carnaúba e telha ceramica.

Saneamento ecológico: tanque séptico para tratamento inicial dos efluentes e tratamento e disposição final com tanques de evapotranspiração impermeabilizados.

DESCRIÇÃO PROJETO
O projeto para residência do casal, iniciou-se a partir de uma busca pessoal dos proprietários em bem estar, conforto e sustentabilidade. Por questões financeiras eles optaram por um projeto que pudesse ser feito em partes, inicialmente o 1 pavimento, para depois executarem o 2 pavimento.
Desde o inicio do projeto os proprietários foram convidados para participar de todos os momentos de criação e desenvolvimento. Logo no primeiro contato foram informados da necessidade de co-participação, sendo imprescindível que as sensações e percepções geradas no mapeamento sensitivo se harmonizem com o desejo pessoal, com as condições do terreno, entorno e, principalmente com a salubridade.
Sendo assim, foi feita uma análise técnica e sensitiva da paisagem com intenção de avaliar o potencial do local para abrigar as funções propostas no programa arquitetônico, a partir do mapeamento dos recursos naturais disponíveis, como também dos diversos setores relacionados com as emoções sentidas e percebidas durante o exercício de análise.
O terreno adquirido pelo casal para a construção da residência localiza-se no estado do Piauí no Brasil. Na cidade litorânea de Parnaíba. A região tem clima com temperaturas médias bem quentes e acima da média brasileira. Isso foi um grande fator que delineou todo o desenvolvimento do projeto, uma vez que o conforto térmico da edificação deveria ser satisfatório para o clima do local.
O partido do projeto e plantas dos pavimentos com formas circulares e orgânicas foi escolhido a partir da busca estética do casal proprietário e das propostas construtivas e arquitetônicas dos projetistas da BIOhabitate.
O projeto foi proposto para que a edificação não ficasse presa aos limites estreitos e formato retangular do terreno de 10mx50m, permitindo assim circulação de vento entre os volumes das edificações e ventilação cruzada nos cômodos projetados.
Como o terreno está localizado próximo a praia, e é composto basicamente de areia, subimos 40cm todo o nível do primeiro pavimento. Assim, a areia solta do chão não entrará dentro dos ambientes quando ventar.
Além disso, o baldrame elevado de 40cm impedirá a possível umidade ascendente nas paredes e alagamentos no terreno, que tem nível um pouco a baixo do nível atual da via de acesso.
O desenho da casa foi proposto pensando em uma implantação que colocasse a maioria das aberturas da casa protegidas do sol do norte e oeste. Assim abrimos a maioria das janelas para as fachadas sul e leste.
O programa da casa é distribuídos em 237,05 m² de área bruta construída, composto por 3 quartos, sendo uma suíte de hóspede, e outro quarto no primeiro pavimento, e o quarto de casal, também suíte, no 2 pavimento.
A casa tem dois grandes volumes cilindricos que abrigam 2 pavimentos com plantas circulares.
No primeiro cilindro, temos no primeiro pavimento, uma pequena sala e quarto de hospedes com suíte para receber parentes e amigos. Nota-se que a casa de hospede tem entrada independente do restante da casa, e pode ter atividades não conflitantes com a intimidade dos proprietários da residência.
Logo após a casa de hospede, ainda no primeiro pavimento, temos o hall de chegada, ou corredor de entrada para os demais ambientes íntimos da casa. Esse hall de chegada da acesso para o ambiente circular com sala e cozinha conjugadas. Também nesse hall temos a escada que dá acesso para o segundo pavimento.
Ainda no primeiro pavimento, temos um corredor que liga a sala e cozinha a um banheiro social e quarto no térreo da casa.
Desse corredor temos acesso para o terreno natural e também para o volume descolado do corpo da casa, que abriga a área de apoio com despensa, lavanderia e depósito.
No 2 pavimento temos o já citado quarto do casal com suíte, uma varanda reservada para o casal, e um studio de criação e música para os trabalhos do casal.
Sobre a área da suíte do casal temos mais um volume na casa que abriga boiler de agua quente para aquecimento solar da agua e também abriga o barrilete da caixa d agua. Esse volume é coberto com estrutura de madeira e telhas cerâmicas.
A. O restante da casa terá cobertura de piaçava.
Técnicas de saneamento ecológico descentralizados foram adotadas como medidas para amenizar o impacto dos dejetos gerados pela construção no meio ambiente. Considerando que o lençol freático no terreno é próximo da superfície. Para tratamento dos efluentes a solução adotada foi a o tanque séptico seguido de tanques de evapotranspiração (TEVAP) impermeabilizados como disposição final dos efluentes.

BIOhabitate - todos os direitos reservados